Origem da Caipirinha | Caipirinha Prendada

Origem da Caipirinha

Um pouco da história

São várias as versões sobre a origem da caipirinha, a popular na qual diz que a bebida foi criada inicialmente como remédio. Isto mesmo, como remédio. Já na versão acadêmica, declara que a bebida surgiu sendo considerada mais nobre que whisky e vinho importado. Mas, seja qual for a versão, ambas declaram que a caipirinha surgiu em Piracicaba.

Na versão popular, a caipirinha foi inventada por Paulo Vieira na cidade de Piracicaba, no interior do estado de São Paulo, em 1918. Nesta época, quando alguns dos trabalhadores dele adoeceram com a gripe espanhola, Paulo preparou uma mistura feita com limão, alho e mel, mas ao invés do álcool que era muito utilizado para acelerar o efeito terapêutico, ele colocou a  cachaça que também era muito utilizada. “Até que um dia alguém resolveu tirar o alho e o mel. Depois, acrescentaram umas colheres de açúcar para adoçar a bebida. O gelo veio em seguida, para espantar o calor”, explica Carlos Lima, diretor-executivo do Ibrac (Instituto Brasileiro da Cachaça).

Segundo alguns historiadores, na versão acadêmica, a caipirinha foi criada por fazendeiros latifundiários de Piracicaba (SP), durante o século 19. Não como remédio, mas como um drinque local para grandes e importantes comemorações, enaltecendo a força da cultura canavieira na região. Tamanho glamour dado à caipirinha, logo que foi criada era vista como uma bebida regional de excelente qualidade, sendo por um tempo substituída pelo Whisky e até mesmo Vinhos importados.

Mas da origem de alta classe, logo a caipirinha se popularizou por todo o Estado por conta do baixo preço dos ingredientes de preparo, tornando-se a bebida-símbolo de São Paulo, ainda no século 19. Ainda no início do século 20, na década de 1930, já era possível encontrá-la em outros estados, principalmente em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.