51 | Caipirinha Prendada

Tipos de Cachaça: Você conhece todos eles?

Cachaça PrataCachaça OuroCachaça Premium, Cachaça Extra Premium, Cachaça Bidestilada, Cachaça Reserva Especial e Cachaça Adocicada. 

Quando resolvi criar o blog Caipirinha Prendada eu sabia que tinham outras cachaças além da 51, Pitú, Velho Barreiro e outra de Alambiques, mas não imaginava a riqueza de variedades e de história que cada rótulo de cachaça carrega quando é fabricado.

Me encantei com este universo, passei a estudar muito sobre a bebida para poder abordar de maneira correta o principal ingrediente da caipirinha – gosto muito dos cursos ministrados pela ESALQ que é referência em estudos e pesquisas. Já que é para aprender, temo que filtrar para ter informação de confiança. Tudo isto porque sabemos que é uma responsabilidade enorme falar da cachaça, agora eu sei que cada rótulo carrega muita história e é resultado de muita dedicação dos produtores.

Mas, e você, sabe a diferença entre os nossos tipos de cachaças?

Se não sabe, confira abaixo um resumo que pesquisei bastante antes de preparar este post para você.

Cachaça Prata: Também denominada como Descansada, Branca, Nova ou Tradicional, e a bebida armazenada num recipiente neutro para não alterar a cor. Lembrando que o armazenamento também é conhecido como “amaciamento” e, no caso da cachaça Prata, o recipiente não necessariamente tem que ser de madeira, pode ser, por exemplo, em inox. A cachaça Prata é a mais indicada para fazer caipirinha, mas nas minhas experiências usando outros tipos vou confessar que gostei muito e que caipirinha não é tudo igual não, se usar cachaça boa e dependendo do tipo de madeira onde a bebida for amaciada, no meu caso que sempre acrescento mais alguma fruta, o sabor final tem diferença sim.

Cachaça Ouro: Também denominada como Envelhecida ou Amarela, deve conter, no mínimo, 50% de cachaça nova envelhecida num recipiente de madeira apropriado, com capacidade não superior a 700 litros, e que fique armazenada pelo período mínimo de 01 ano para poder ser considerada como Ouro.

Cachaça Premium: É uma cachaça um pouco mais cara porque contém 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado e com capacidade máxima de 700 litros. Tal armazenamento não pode ser inferior ao período de 1 ano.

Cachaça Extra Premium: É a cachaça que contém 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado, também com capacidade máxima de 700 litros, mas com um período ainda maior de armazenamento antes de ser comercializada: período não inferior a 3 anos.

Cachaça Reserva Especial: É aquela  cachaça que possui características sensoriais diferenciadas, desde que devidamente comprovadas. Para isso, são feitos laudos técnicos emitidos por laboratórios públicos ou privados reconhecidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Cachaça Adoçada: É a cachaça que contém açúcares em quantidade superior a 6g/ l e inferior a 30g/ l, expressos em sacarose.

Cachaça Bidestilada: É a cachaça que passa por nova destilação para garantir a eliminação de resíduos nocivos que dão sensação de queimação, odor forte, fatores bem característicos das bebidas de má qualidade.

Quer comprar cachaças diferenciadas para beber pura ou preparar caipirinhas? Acesse aqui e compre na loja Virtual Cachaça Express.

Fontes:  www.mapadacachaca.com.br  e www.ocachacista.com.br

Aliás, quem quiser saber mais sobre cachaça, vale acessar estes sites acima e viajar pelo mundo de informações sobre a cachaça, bebida genuinamente brasileira  que impulsionou a riqueza do nosso País no decorrer da história e hoje busca ganhar relevância internacional.

Caipirinha com Jabuticaba

Visitando a família do meu marido em Cornélio Procópio (PR), em todas as casas que eu passava tinham muitas jabuticabas e todo mundo perguntando se eu já tinha algum post no blog com o tal do ingrediente… Como ainda não tinha feito e as frutas estavam lindas, resolvi experimentar.

Como em todas as receitas que tenho feito até agora, preservei a base da nossa tradicional caipirinha e apenas acrescentei a jabuticaba.

Fazer caipirinha aos finais de semana é inevitável, então, até levei minha cachaça para usar. Desta vez a escolhida foi a Cachaça Prata do Engenho Santo Mário, lugar o qual tenho muito carinho porque conheço a família e desde criança ia para comprar doces, quando visitava os amigos em Catanduva. Agora que cresci consumo não apenas os doces de lá, mas a cachaça para nossas dicas de caipirinhas. Só sei dizer que ficou uma delícia!

 

Ingredientes: 

– 01 limão tahiti

– 02 colheres (sopa) de açúcar

– 02 doses de cachaças (120 ml)

– 10 jabuticabas ou mais, a quantidade que achar necessária para dar bastante sabor ao drink

 

Modo de Fazer: 

Preparar a caipirinha como de costume, veja aqui o nosso vídeo do canal no Youtube onde ensino como preparo a caipirinha para ficar saborosa e sem amargar.

Quando colocar o limão para ser amassado, já colocar também as jabuticabas e o açúcar porque o açúcar ajuda travar as frutas e ficar mais fácil para amassar e soltar o caldo tanto do limão como das jabuticabas.

Para dar um charme na apresentação da Caipirinha com Jabuticaba passei geleia de jabuticaba na borda que minha cunhada Ana tinha acabado de fazer. Além de lindo, deu um toque especial ao sabor da caipirinha e ficou tudo uma delícia.

Pena que em São Paulo a fruta esteja tão cara, mesmo sendo época de jabuticaba, mas no Paraná tinha jabuticaba sobrando nas casas porque muita gente planta e tem de sobra para dar aos vizinhos e amigos. A parte boa do interior, mas assim que a fruta estiver com preço melhor aqui, farei novamente porque ficou uma delícia.

 

 

 

 

 

 

 

Caipirinha com Cereja (In Natura)

Ainda dando continuidade a nossa série especial de caipirinhas com frutas vermelhas, desta vez escolhemos a cereja in natura.

Lembrando que já fizemos com morando e a receita com framboesa. Aliás, assim como a framboesa, a cereja é meio cara também, mas como a proposta é ter o maior número de sugestões aqui para vocês, com certeza valeu a pena o meu investimento.

Como nas demais receitas, neste especial de frutas vermelhas, preservei a base da caipirinha tradicional incluindo nos ingredientes o limão, o açúcar e o gelo.

Cachaça Usada na Receita: Nesta receita usei a cachaça 51 e ficou bem saborosa.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.
Ingredientes:

Ingredientes  Caipirinha com Cereja

  •   1 limão Tahiti
  •   8 a 10 unidades de cerejas in natura (se preferir, tirar o caroço)
  •   1 cereja para decorar o topo do drink
  •   1 lâmina de limão para decorar a borda do copo
  •   2 doses de cachaça – nesta receita usei a Cachaça 51
  •   2 colheres (sobremesa) de açúcar – se a fruta estiver bem doce pode colocar menos açúcar
  •   Gelo à vontade

Modo de Fazer:

Descasque o limão e corte-o como de costume, acrescente o açúcar e amasse as cerejas in natura para soltar o caldo e misturar bem com o açúcar.

Acrescente o gelo e despeje a cachaça.

Experimente para ver se o sabor está harmonizado.

Decore a borda com 1 cereja e com a lâmina de limão. Mas não se limite a esta sugestão para decorar ou preparar o drink. E, por favor, tendo alguma sugestão ou ideia diferente ficaremos felizes por você compartilhar aqui como finalizou esta sugestão.

Só isso. O modo de fazer é simples. A bebida está pronta para saborear com os amigos.

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

 

Benefícios da Cereja: Muito consumida apenas na época do natal, a cereja tem benefícios de sobra para ser consumida o ano todo. Confira:

1. Contra dores de cabeça, insônia e neurose

2. Atua contra envelhecimento, doenças neurológicas e câncer

3. Atua contra artrite, gota, fibromialgia e lesões

4. Redução da gordura abdominal

5. Redução de dor muscular

6. Menor risco de AVC e maior proteção para o coração

7. Protege contra a diabetes

8. Afasta do Alzheimer

9. Possui muita água em sua composição, deixando o corpo hidratado e a pele macia;

10.Possui efeito laxante e faz uma limpeza completa no organismo, eliminando todas as toxinas e líquidos retidos em variadas partes do corpo;

11. Suas fibras também ajudam na melhora do trânsito intestinal

12. Além de abaixar as taxas de ácido úrico, aliviar sintomas da gota, a fruta também combate a hipertensão, mantendo a pressão arterial normal;

13. Por ser rica em ferro, a cereja combate a anemia e consequentemente, evita a perda de cabelos;

14. Também reduz problemas de pele como acnes e ictiose vulgar;

15. Nutrientes presentes também ajudam e contribuem para um cabelo mais saudável

16. Ingredientes da fruta são usados em muitos produtos de beleza devido a suas qualidades de clareamento de pele, ajudando assim a promover uma pele mais saudável e brilhante.

17. Muitas vezes, o sumo da fruta é mais eficaz que aspirina para combater algumas dores, entre elas a enxaqueca.

 

Saiba todos os detalhes na fonte no portal Mundo Boa Forma de onde tiramos estas informações.

Dia dos Pais – Que tal presentear com Cachaça?

Se a ideia e inovar no presente, confira dicas de cachaças ou mesmo receitas de caipirinhas para comemorar a data

Dia dos pais está chegando e se você ainda não sabe o que vai comprar para presentear, surpreender e agradar, então este post é para você.

Você já parou para analisar como o mercado de cachaça evoliu e, atualmente, disponibilizando muitos rótulos nobres? Tem até cachaça com flocos de ouro. Isso mesmo! Então, por que não surpreender o paizão com cachaças nobres? Abaixo separamos algumas dicas de cachaças finas para você conhecer e fazer sucesso no presente.

reserva 51 mediaCachaça Reserva 51 – Uma opção é presentear com uma versão nobre da tradicional e querida cachaça 51. Com tiragem limitada, esta é uma bebida destilada feita das mais nobres variedades de cana-de-açúcar e envelhecida, exclusivamente, em barris de carvalho. O resultado é uma cachaça de paladar macio, com bouquet inconfundível.

Por ser uma cachaça nobre e especial, Tanto a garrafa como a tampa, também são diferenciadas, por isso, desenvolvidas pelos mais renomados fornecedores do mundo. O cartucho é um verdadeiro presente e o rótulo impresso em papel reciclado com design que remete a um ar envelhecido e contemporâneo.

Preço no Empório Basílico: R$159,00 Compre agora: www.emporiobasilico.com.br

IMPORTANTE – Promoção limitada: Compre este kit no Empório Basílico no link acima e GANHE 01 Cantil da 51.

 

Cachaca Middas GoldenMiddas Ouro: Se a ideia for impressionar mesmo, por que não dar uma cachaça com flocos de ouro? O paizão não só ficará feliz como exibirá para todos os amigos que chegarem, afinal, estamos falando de uma preciosidade. Uma bebida artística, refinada e própria para agradar os mais sofisticados paladares.

Esta cachaça possui um blend exclusivo, composta por uma cachaça de dois anos, armazenada em tonel de madeira de amendoim do campo e outra cachaça armazenada em aço inoxidável. Possui baixa acidez e de intensa sensação olfativa, ideal para preparar drinks, inclusive, a caipirinha ou mesmo para ser apreciada pura. Acompanha cápsula de ouro a parte para ser misturada na bebida.

Preço na loja própria on line: R$180,00 – Compre agora: www.middascachaca.com.br

 

Velho Barreiro OuroVelho Barreiro Ouro: Esta Edição Especial Ouro da Velho Barreiro é de impactar no presente. Pois a garrafa totalmente dourada dá um charme ao presente e até já ganhou o “Prêmio Embanews” tamanha beleza que impacta o público no Ponto de Venda.

É um blend especial que combina cachaças amarelas envelhecidas com a branca tradicional, como forma de chamar a atenção dos consumidores apreciadores que gostam de algo diferenciado.

Preço Médio: R$45,77 (700 ml)

Compre agora: www.emporiowebvelhobarreiro.com.br 

 

 

kit Prosa MineiraProsa Mineira: Já que Minas Gerais tem fama de boa cachaça, então, as cachaças da Prosa Mineira do sul de Minas Gerais, certamente, farão sucesso. Uma boa sugestão é este kit com estojo personalizado que inclui 01 Cachaça Prosa Mineira Ouro e 01 Cachaça Prosa Mineira Tradicional, além de acompanhar 1 copo de vidro personalizado para degustar as cachaças.

Preço: R$80,00 + frete – Compre agora: www.cachacaprosamineira.com.br

 

 

kit caipirinhaKit Caipirinha Velho Alambique: Que tal um kit para fazer Caipirinha que ja vem com a cachaça? Este aqui é o kit da cachaça Velho Alambique. A cachaça é elaborada a partir de canaviais próprios que não possuem nenhum tipo de agrotóxico. A cana-de-açúcar é cultivada de maneira orgânica, o que permite um sabor surpreendente e diferenciado na cachaça.

Preço no Cachaça Express: R$77,90 + frete

Compre agora: www.cachacaexpress.com.br

Mais do que dar um presente, o ideal é estar presente e comemorar a data. Então, preparamos também sugestões de caipirinhas gourmet para que este Dia dos Pais tenha um sabor diferente e marcante, como deve ser. Confira sugestões:

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

Caipirinha Caipira (Curato Hof)

Demorou, mas agora deu certo de postar uma receita usando o Curato que ganhei da marca Hof, durante minha visita à Expo Cachaça 2016.

Na verdade, demorou porque eu estava me inspirando numa receita bem legal para destacar a bebida na caipirinha de maneira que pudéssemos sentir o sabor de maneira realçada porque a bebida é muito boa.

Fiz a receita da caipirinha e agora a guardo o Curato puro na geladeira para bebericar em casa quando vou cozinhar para o meu marido (risos).

Resumidamente, esta bebida a defino como uma viagem aos sabores passando por casca de laranja, baunilha e café, tudo bem harmonizado. É uma bebida que surpreende e deixa um saborzinho de quero mais e, na minha opinião, fica ainda melhor quando bem geladinho. Para não interferir em nada no sabor do Curato, escolhi a cachaça bidestilada do Engenho Santo Mário,  pelo qual tenho carinho especial e admiro muito o trabalho da família.

Na caipirinha que preparei, fiz no mesmo estilo que a Caipirinha com Café, porém, usando limão rosa e substituindo o café pronto pelo Curato. Para dar um charme, acrescentei grãos de café e ficou uma delícia e com uma apresentação linda. Afinal, o visual faz parte das nossas receitas.

Segue a receita, mas, lembre-se: Beba com Moderação para não estragar a diversão.

 

Ingredientes:

– 1 limão rosa ou limão caipira como é conhecido

– 1 dose de cachaça bidestilada

– 1 dose de Curato Hof

– 2 colheres (sopa) de açúcar

– Grão de café para decorar

 

Modo de Fazer:

Descasque o limão deixando um pouco da casca;

Corte em 4 partes tirando o miolo;

Acrescente o açúcar e amasse bem;

Acrescente o gelo;

Acrescente a cachaça e mexa bem;

No final, acrescente o Curato e não mexa mais o drink;

Jogue alguns grão de café

Decore a borda com uma lâmina de limão e está pronto.
Só saborear, mas lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.

 

 

Caipirinha com Suco em Pó (laranja)

E o compromisso de preparar toda semana uma receita nova para poder compartilhar por aqui segue firme e forte. Às vezes, não dá tempo de postar já na sequência, mas agora estou com uma boa reserva de novidades para cumprir a postagem semanal, então, não deixem de acompanhar o nosso blog.

A receita para este post fiz com suco em pó e a ideia surgiu porque a atemoia que comprei estava verde. Como a maioria dos meus experimentos faço na Serra da Cantareira (Mairiporã-SP) e é meio complicado para comprar as coisas. Confesso que às vezes até por preguiça de ficar indo até a cidade (risos). Então, guardei a a atemoia para a outra semana e procurei em casa algum ingrediente que daria certo. Foi então que achei os pacotinhos de suco em pó.

Além de me garantir a receita da semana também responderia a uma mensagem da Silvana, uma brasileira que mora na Noruega, e há um tempo me perguntou como poderia fazer para preparar as caipirinhas com todos estes sabores tropicais mesmo morando na Europa. Então, não pensei 2 vezes de experimentar o suco em pó no drink. Não ficou tão saboroso como os preparados com frutas in natura, mas na falta da fruta mesmo, sabendo dosar a quantidade do suco em pó, fica gostoso sim. Dá para brindar e matar a saudade das caipirinhas feitas aqui no Brasil.

Cachaça Usanda na Receita: Nesta receita usei a cachaça Rainha Ouro – Carreiro que ganhei de um amigo, o Marquinhos. Ela possui graduação alcoolica 39% volume e descansada em toneis de carvalho. Como o drink não foi feito totalmente com a fruta in natura, escolhi uma bebida com suave sabor de madeira.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.
Ingredientes:

  • 1 limão Tahiti
  • 2 doses de cachaça – nesta receita usei a Cachaça Rainha
  • 1 colheres (sobremesa) de açúcar (não exagere no açúcar porque dependendo do suco em pó que já vem adoçado)
  • Suco em pó o suficiente para dar sabor (lembre-se que ele é concentrado, então, vai pouco pó e se vier adoçado, talvez nem precisa colocar o açúcar)

 

Modo de Fazer:

Descasque o limão e corte-o como de costume, acrescente o açúcar e amasse para soltar o caldo e dissolver o açúcar. Então, acrescente o suco em pó e misture bem para dissolver. Vá experimentando para harmonizar o açúcar e o sabor. Quando estiver no ponto, coloque o gelo e, então, acrescente a cachaça. Decore o copo porque visual também faz parte para enriquecer o sabor, afinal, comemos e bebemos começando pelos olhos.

Caipirinha Serrana

Neste fim de semana, de 08 a 10 de julho, estive em Monte Verde (MG) para prestigiar o Festival de Inverno 2016 e foi uma delícia. Por 3 motivos: estava precisando de um fim de semana para descansar, estava na acompanhada do meu marido e com minha amiga-irmã, Kelen Garcia e o esposo dela. Rimos muito, comemos bastante e nem uma crise de tosse alérgica que a acometeu, atrapalhou nosso passeio.

Foi tão bom que me inspirei para fazer uma caipirinha em homenagem ao Blog Longe e Perto da colega Carla Caldas. Estou tão em empolgada e comprometida com as postagens para o blog que quando viajo levo a tira colo o meu kit caipirinha, saio desbravando alambiques e faço um drink temático (risos).

Neste aqui usei cachaças Filha da Truta do alambique que fica ao lado do famoso Restaurante Paulo das Trutas, bem lá nas montanhas do Distrito. Usei a Cachaça curtida com a fruta cambuci porque vi várias recomendações na internet e fiquei curiosa, mas a base foi com videstilada por recomendação do Vitor que nos atendeu no alambique. Na ocasião ele mencionou que este tipo de cachaça permite sentirmos melhor o sabor e não dá dor de cabeça.

Para finalizar e deixar a caipirinha bem temática ao Distrito de Monte Verde (MG), passamos na borda o composto que minha amiga comprou na tia Nata para tentar acalmar a crise de tosse e febre que ela vinha tendo e finalizamos decorando com açúcar. Este composto foi feito à base de mel, agrião, eucalipto, guaco e extrato de própolis deu o toque final na hora de saborear. O marido dela, Alexandre Montini, provou e aprovou a receita que você confere abaixo – drink individual.

 

Ingredientes:

  • ½ limão siciliano (como este limão é grande e tem muito caldo, optei por usar apenas a metade)
  • 1 colher (chá) de grãos pimenta rosa
  • 1 e ½ colher rasa (sopa) com açúcar
  • ½ dose de cachaça bidestilada (30ml) – Filha da Truta
  • ½ dose de aguardente com cambuci (30ml) – Filha da Truta
  • Composto mel, agrião, eucalipto, guaco e extrato de própolis – Tia Nata
  • Gelo à vontade

 

Modo de preparo:

Fazer a base da capirinha tradicional: amassar o limão com o açúcar;

Acrescentar os grãos de pimenta rosa e amassar de leve;

Em seguida, acrescentar a cachaça bidestilada e misturar bem;

Daí, já decora a borda do copo no qual a bebida será servida;

Passamos o composto de mel, agrião, eucalipto, guaco e extrato de própolis em toda a borda;

Passamos a borda no açúcar refinado, mas pode ser cristal mesmo. O Cristal é melhor ainda poque não deixa escorrer;

Colocamos a base da caipirinha no copo decorado;

Acrescentamos o gelo;

Daí vem a cachaça Cambuci sobre o gelo;

Finalizar a decoração do copo colocando uma lâmina de limão também na borda para dar um charme.

 

Está pronto o drink, só saborear!

Caipirinha com Atemoia

Eis que passeando pela Estrada da Roseira, em Mairiporã, São Paulo, vejo uma banca com frutas da época na promoção e a que me chamou a atenção foi a Atemoia. Não resisti e tive que experimentar na caipirinha.

 

Pensei que fosse a mesma coisa que a fruta do conde, mas a atemoia tem menos sementes e é beeeeemmm doce. Quando comprei ainda tive que esperar uns dias para fazer o drink porque estava verde, mas quando Madura fica bem molinha e é preciso coqueleira para agitar bem a bebida e soltar a polpa para dar sabor na cachaça.
O sabor é suave, mas bem diferente e brasileiro. Vale super a pena comprar a fruta para fazer o drink com ela enriquecendo a tradicional caipirinha.

 

Ingredientes:

  • 1 limão
  • açúcar com muita moderação porque a fruta já é bem doce
  • 100 ml de cachaça (2 doses)
  • 1 atemoia pequena
  • Gelo à vontade

 

 

Modo de Fazer:

  • Descasque e corte o limão (confira nosso vídeo com dicas para não amargar), acrescente a atemoia com os caroços porque além de ser difícil de tirar, ele dá um toque no visual do copo e coloque um pouquinho de açúcar mais para travar as frutas na hora de amasser do que para adoçar porque a atemois é doce demais. Amasse bem estes ingredientes para soltar o caldo e sabor. Daí, acrescente a cachaça e mexa bem – se possível, agite numa coqueteleira ou improvise com um vidro tampado. Coloque num copo que sera servida a caipirinha (ou caipidrink, como preferir chamar a bebida). Decorei a borda apenas com limão e ficou bem bonita a apresentação.

Caipirinha com Goiaba

A goiaba que fica uma delícia no suco, na geleia e nos doces, também fica muito saborosa na caipirinha.

Até brinco dizendo que se uma fruta ou legumes dá doce, geleia ou salada, a chance é de 99% de dar certo associada à caipirinha. Por exemplo, todo mundo adora a nossa receita de caipirinha com banana; a caipirinha de rúcula também fica show, assim como a de pepino e caqui, todas estas e muitas outras aqui no blog.

Mas, falando da caipirinha de goiaba, além do sabor, descobrimos que é possível ter um visual bifásico como este que está na foto. Foi por acaso que descobrimos, mas no modo de preparo explicamos como fazer. Confira!

Ingredientes:

  • - 2 doses (100 ml) de cachaça
  • - 2 colheres de açúcar
  • - 2 limões (1 Caldo/ amassado)
  • - 1 goiaba vermelha – tamanho médio ou grande
  • - gelo a gosto

Modo de Preparo: Bata no liquidificador a goiaba, com 50 ml de cachaça, 1 limão espremido (só o caldo), 1 colher de açúcar e, se desejar, algumas pedras de gelo também para a mistura ficar bem cremosa. Da primeira vez que fiz não peneirei e achei meio ruim ter que ficar tirando as sementes quebradas, desde então, sempre passo pela peneira. Reserve este creme de goiaba.

Daí, no copo onde servirá a caipirinha com goiaba, amasse 1 limão do jeito que é feito na caipirinha original – tirando um pouco da casca, o miolo branco, cortado em 4 partes, daí acrescente 1 colher de açúcar e amasse. Lembrando que a polpa do limão é recomendável que fique virada para cima porque daí não espreme tanto a casca e evita de amargar. Acrescente 1 dose de cachaça (50 ml) e mexa bem para misturar todos os ingredientes desta base. Assim que acabar de amassar o limão da base, já pode acrescentar o tanto de gelo que desejar.

Após o gelo, coloque no copo a mistura que bateu feita com a goiaba e não mexa mais para que o conteúdo fique bifásico (verde na base e vermelho na parte de cima). É legal deixar para quem for beber mexer porque fica lindo o visual.

Vale explicar aqui que a receita de onde pesquisamos não tinha o limão, não recomendava peneirar, a cachaça era toda colocada na mistura que bate com a goiaba e orientava para mexer tudo. No entanto, para o nosso blog queremos dar dicas que deixem o drink bonito, saboroso e fiel ao conceito da caipirinha. Então, por isso que acrescentando o limão que é a base da caipirinha, ajustamos a forma de misturar os ingredientes já que queremos a bebida bifásica e com sabor de cachaça, limão e açúcar bem distribuído nas 2 fases (vermelha e na verde) Na parte vermelha usamos o limão espremido para ela ficar mais leve e não misturar com a parte verde. Assim, quem quiser vai tomando como está sentindo todos os sabores ou mistura tudo de uma vez.

Mas, lembre-se: Beba com moderação, não estrague a diversão.