Brasil | Caipirinha Prendada

E para o Ano Novo: Caipirinha com Romã

São inúmeras as superstições para o ano novo, entre elas, a romã é uma das mais conhecidas como símbolo para atrair prosperidade. Então, para esta data de comemoração universal, a nossa dica para inovar na caipirinha é acrescentar à receita tradicional as sementes de romã.

O sabor é bem suave, mas o visual fica incrível.

Ingredientes:

– 1/2 romã grande ou o quanto desejar para ter o sabor e deixar um visual bem atraente

– 60 ml de cachaça envelhecida em tonel de amburana

– 2 colheres (sobremesa) açúcar refinado

– 1 limão tahiti

 

Modo de Preparo: Descasque o limão deixando um pouco da casca, corte as extremidades e depois em 4 partes para tirar o miolo branco. Tudo isso para evitar o amargor no drink. Coloque os gomos do limão com a polpa voltada para cima, acrescente os gomos de romã e o açúcar. Amasse bem para soltar o caldo do limão e o sabor da romã, ao mesmo tempo que o açúcar se mistura com os ingredientes. Coloque o gelo e acrescente a cachaça de amburana.

Lembre de acrecentar umas sementes de romã sobre o gelo e decorar a borda do copo com limão. Está pronta a caipirinha para celebrar a chegada do ano novo.

Boas festas!

 

Especial Caipirinhas Natalinas

Festas de fim de ano chegando e todo mundo gosta de surpreender na ceia, não é mesmo?

A nossa dica para inovar nos drinks são as caipirinhas natalinas. Isso mesmo! Separamos alguns ingredientes típicos do natal, acrecentamos à tradicional caipirinha feita com limão, cachaça açúcar e o gelo que é opcional, mas vamos confessor, ele faz toda diferença nesta bebida brasileiríssima. Quer saber? Ficou bom demais!

Abaixo nossas dicas, basta clicar no link para ver a receita completa:

– Caipirinha Natalina (damasco, ameixa e pêssego)

- Caipirinha com Cereja em Calda

- Caipirinha com Cereja In natura

- Caipirinha com Morango

- Caipirinha com Framboesa

 

Qualquer uma delas que você escolher para a ceia, tenha certeza que os convidados vão adorar. Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

Quer receita para o Ano Novo, então, acesse nossa dica de Caipirinha com Romã, símbolo da prosperidade.

 

Blog Caipirinha Prendada no Canal Terra Viva

Hoje foi um dia muito especial para mim, pois além de ser a minha segunda participação num programa de rede nacional, foi minha primeira vez como entrevistada e tendo a oportunidade de mostrar como preparar uma das minhas dicas do blog.

 

Estive hoje com a querida apresentadora Renata Baron e toda sua equipe do Programa Bem da Terra. Todo o programa foi ao som da dupla Fiduma & Jeca que experimentou a aprovou a nossa Caipi Sour, a tradicional Caipirinha incrementada com clara de ovo. Aliás, adorei as músicas e a voz destes artistas. Parabéns e sucesso!!!

Em breve o link do programa estará disponível e compartilharemos aqui com vocês, mas tem as fotos.

 

Que venham outros programas para participartamos e podermos compartilhar na TV tudo que preparamos com muito carinho aqui na internet.

Caipirinha com Manga Espada

Passeando pelo hortifrutti a procura de uma fruta que combinasse com a elegância e o sabor da cachaça Spiral, vi a manga espada rosa e não resisti.

Muito se engana que as mangas têm sabores iguais, na verdade, é igual cachaça e tem sabor diferente sim. Nesta dica que fiz com a Spiral que recebi para experimentar, a combinação ficou perfeita, mais precisamente, a harmonização dos sabores.

Provei, aprovei e recomendo!

 

Ingredientes:

01 limão tahiti

01 manga espada rosa

03 doses cachaça Spiral

02 colheres (sopa) de açúcar

gelo à vontade

 

Modo de preparar:

Corte a manga em tiras e deixe com casca porque dará um sabor diferente também. Acrescente 1 colher de açúcar e amasse bem. Agora, coloque no copo o limão cortado em gomos e acrescente a outra colher de açúcar. Amasse o limão.

Misture bem para harmonizar o sabor, agora coloque o gelo e, por fim, acrescente a cachaça. Nesta dica coloquei 3 doses de cachaça para poder usar a manga inteira e ficou uma delícia. Na dose certa. Faz e comenta aqui se a sua deu certo!

 

 

Caipirinha Sabor de Infância

Para as crianças o dia 12 de Outubro é uma data muito especial, sinônimo de comemorações diversas e até presentes. Para os adultos ficam as recordações e, por isso, pensamos numa dica bem legal para ser saborear a ocasião.

A Caipirinha com Sabor de Infância: A cachaça escolhida foi da Esalq, a minha “escola” oficial onde tenho aprendido muito sobre cachaça, escolhi a descansada em barril de amendoim, afinal, amendoim tem tudo a ver com as crianças. Eu pelo menos adorava o amendoim com casquinha doce feita com groselha, aliás, falando em groselha também acrescentei no preparo desta dica. O toque final para dar um colorido e muito mais sabor ficou por conta do algodão doce azul (sabor uva) e o rosa (sabor tuti frutti).

O resultado final não ficou tão do jeito que imaginei. Eu queria a groselha escoorendo no vidro e o algodão doce bem encorpado, mas não deu… A groselha artesanal se misturou muito rapidamente à cachaça, tingindo todo o conteúdo. Escolhi o pote de conserva porque é grande e dá para compartilhar com os amigos, bem coisa de criança quando temos que oferecer o que estamos tomando. Por fim, percebi que este seria o recipiente ideal porque a boca do vidro é mais fechada e dá para prensar o algodão doce no topo do drink, isto porque em contato com líquido o algodão doce dissolve rapidinho.

Apesar do visual não ter ficado exatamente como eu queria, o sabor sim, me surpreendeu: um misto de tuti-frutti, uva, groselha, azedinho do limão e o sabor da cachaça. Realmente, o sabor da minha infância.

Vale super a pena fazer e é uma ótima oportunidade de reunir os amigos da época de criança que você não vê há muito tempo para papear e relembrar os bons momentos da época. Só faltou a pipoca (risos).

Ingredientes:

– 01 limão Tahiti
– 01 colher (sopa) açúcar
– 04 doses de cachaça (usei da Esalq descansada em tonel de amendoim)
– gelo
– algodão doce de pote (comprei da marca Mavalério na rede de doces Marsil, mas vende em vários supermercados)
– 1 dose de groselha artisanal (comprei com Gonçalves-MG)

Modo de Fazer:

Num copo a parte preparei a caipirinha como de costume, inclusive já com o gelo. Não sabe fazer caipirinha? Acesse o nosso vídeo aqui. Daí, no pote de vidro, coloquei a groselha e girei para espalhar em toda lateral. Rapidamente, coloquei a caipirinha preparada no outro copo dentro do vidro, peguei o algodão doce e ao colocar no topo do drink começou dissolver, então, prensei na “boca” do vidro e mesclei como consegui as cores do doce. O limão na borda também deu o toque final.

Ao beber, cada sabor que eu ia percebendo, me fazia lembrar de algo da infância: a groselha o suco que meu pai preparava e o amendoim doce que comprava no terminal de ônibus da Penha (SP), quando ia visitar minha avó em Itaquera. O algodão doce me levou para a época que eu ia na quermesse da Paróquia Santo Antônio, no bairro Gopouva, em Guarulhos (SP)… Enfim… Uma viagem no tempo que quero repetir neste 12 de outubro.

Tipos de Cachaça: Você conhece todos eles?

Cachaça PrataCachaça OuroCachaça Premium, Cachaça Extra Premium, Cachaça Bidestilada, Cachaça Reserva Especial e Cachaça Adocicada. 

Quando resolvi criar o blog Caipirinha Prendada eu sabia que tinham outras cachaças além da 51, Pitú, Velho Barreiro e outra de Alambiques, mas não imaginava a riqueza de variedades e de história que cada rótulo de cachaça carrega quando é fabricado.

Me encantei com este universo, passei a estudar muito sobre a bebida para poder abordar de maneira correta o principal ingrediente da caipirinha – gosto muito dos cursos ministrados pela ESALQ que é referência em estudos e pesquisas. Já que é para aprender, temo que filtrar para ter informação de confiança. Tudo isto porque sabemos que é uma responsabilidade enorme falar da cachaça, agora eu sei que cada rótulo carrega muita história e é resultado de muita dedicação dos produtores.

Mas, e você, sabe a diferença entre os nossos tipos de cachaças?

Se não sabe, confira abaixo um resumo que pesquisei bastante antes de preparar este post para você.

Cachaça Prata: Também denominada como Descansada, Branca, Nova ou Tradicional, e a bebida armazenada num recipiente neutro para não alterar a cor. Lembrando que o armazenamento também é conhecido como “amaciamento” e, no caso da cachaça Prata, o recipiente não necessariamente tem que ser de madeira, pode ser, por exemplo, em inox. A cachaça Prata é a mais indicada para fazer caipirinha, mas nas minhas experiências usando outros tipos vou confessar que gostei muito e que caipirinha não é tudo igual não, se usar cachaça boa e dependendo do tipo de madeira onde a bebida for amaciada, no meu caso que sempre acrescento mais alguma fruta, o sabor final tem diferença sim.

Cachaça Ouro: Também denominada como Envelhecida ou Amarela, deve conter, no mínimo, 50% de cachaça nova envelhecida num recipiente de madeira apropriado, com capacidade não superior a 700 litros, e que fique armazenada pelo período mínimo de 01 ano para poder ser considerada como Ouro.

Cachaça Premium: É uma cachaça um pouco mais cara porque contém 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado e com capacidade máxima de 700 litros. Tal armazenamento não pode ser inferior ao período de 1 ano.

Cachaça Extra Premium: É a cachaça que contém 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado, também com capacidade máxima de 700 litros, mas com um período ainda maior de armazenamento antes de ser comercializada: período não inferior a 3 anos.

Cachaça Reserva Especial: É aquela  cachaça que possui características sensoriais diferenciadas, desde que devidamente comprovadas. Para isso, são feitos laudos técnicos emitidos por laboratórios públicos ou privados reconhecidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Cachaça Adoçada: É a cachaça que contém açúcares em quantidade superior a 6g/ l e inferior a 30g/ l, expressos em sacarose.

Cachaça Bidestilada: É a cachaça que passa por nova destilação para garantir a eliminação de resíduos nocivos que dão sensação de queimação, odor forte, fatores bem característicos das bebidas de má qualidade.

Quer comprar cachaças diferenciadas para beber pura ou preparar caipirinhas? Acesse aqui e compre na loja Virtual Cachaça Express.

Fontes:  www.mapadacachaca.com.br  e www.ocachacista.com.br

Aliás, quem quiser saber mais sobre cachaça, vale acessar estes sites acima e viajar pelo mundo de informações sobre a cachaça, bebida genuinamente brasileira  que impulsionou a riqueza do nosso País no decorrer da história e hoje busca ganhar relevância internacional.

Caipirinha com Jabuticaba

Visitando a família do meu marido em Cornélio Procópio (PR), em todas as casas que eu passava tinham muitas jabuticabas e todo mundo perguntando se eu já tinha algum post no blog com o tal do ingrediente… Como ainda não tinha feito e as frutas estavam lindas, resolvi experimentar.

Como em todas as receitas que tenho feito até agora, preservei a base da nossa tradicional caipirinha e apenas acrescentei a jabuticaba.

Fazer caipirinha aos finais de semana é inevitável, então, até levei minha cachaça para usar. Desta vez a escolhida foi a Cachaça Prata do Engenho Santo Mário, lugar o qual tenho muito carinho porque conheço a família e desde criança ia para comprar doces, quando visitava os amigos em Catanduva. Agora que cresci consumo não apenas os doces de lá, mas a cachaça para nossas dicas de caipirinhas. Só sei dizer que ficou uma delícia!

 

Ingredientes: 

– 01 limão tahiti

– 02 colheres (sopa) de açúcar

– 02 doses de cachaças (120 ml)

– 10 jabuticabas ou mais, a quantidade que achar necessária para dar bastante sabor ao drink

 

Modo de Fazer: 

Preparar a caipirinha como de costume, veja aqui o nosso vídeo do canal no Youtube onde ensino como preparo a caipirinha para ficar saborosa e sem amargar.

Quando colocar o limão para ser amassado, já colocar também as jabuticabas e o açúcar porque o açúcar ajuda travar as frutas e ficar mais fácil para amassar e soltar o caldo tanto do limão como das jabuticabas.

Para dar um charme na apresentação da Caipirinha com Jabuticaba passei geleia de jabuticaba na borda que minha cunhada Ana tinha acabado de fazer. Além de lindo, deu um toque especial ao sabor da caipirinha e ficou tudo uma delícia.

Pena que em São Paulo a fruta esteja tão cara, mesmo sendo época de jabuticaba, mas no Paraná tinha jabuticaba sobrando nas casas porque muita gente planta e tem de sobra para dar aos vizinhos e amigos. A parte boa do interior, mas assim que a fruta estiver com preço melhor aqui, farei novamente porque ficou uma delícia.

 

 

 

 

 

 

 

Caipirinha com Figo e Gengibre

Ainda da série Caipirinhas inspiradas em Gonçalves (MG), desta vez uma dica da amiga Josy Magnani, que pediu para eu preprar uma caipirinha com Figo e Gengibre.

Usei figo em calda, gengibre in natura e, claro, todos os ingredientes para termos a caipirinha: cachaça, limão, açúcar e gelo.

Ficou uma delícia, extremamente saborosa e gourmet.

Confira a receita:

  • 1 limão rosa, também conhecido como limão cravo ou limão caipira
  • 2 colheres (sopa) açúcar
  • 3 figos em calda
  • Raspas de gengibre
  • Gelo a vontade

Modo de fazer: Descascar e cortar o limão como ensinamos neste vídeo para não amargar. No copo, colocar as partes do limão com a polpa voltada para cima, acrescentar os figos cortados ao meio e, então, o açúcar e as raspas do gengibre. Amassar bem para soltar o caldo do limão com a polpa do figo. Misturar bem para harmonizar o sabor de todos os ingredientes. Colocar o gelo e acrescentar a cachaça. Finalizar decorando a borda com uma lâmina do limão e um pedacinho de figo para, além de deixar o visual elaborado, também sinalizar o sabor do nosso drink.

Fica uma delícia!

 

Dica: Use 2 copos para fazer a caipirinha como apresentada na foto. Em um copo você amassa o limão, as folhas e o açúcar num copo e reserva o conteúdo. O outro você decora a borda passando na cachaça e, em seguida, no açúcar aromatizado. Daí, é só passar o limão do primeiro copo para este com a borda decorada, sem deixar o conteúdo encostar para não estragar a decoração. Acrescenta o gelo e a cachaça e pronto. Só saborear!

Caipirinha com Folhas de Laranjeira

Passando o fim de semana na casa de campo da minha amiga Josy Magnani, não resisti às folhas de laranjeiras e limão rosa do quintal dela e resolvi colocar em prática a dica de um outro amigo, o Renato Maillo, que certa vez comentou comigo sobre caipirinha com folha de laranjeira.

Eu estava tão inspirada com a beleza de Gonçalves (MG) que usei um açúcar aromatizado com noz moscada, canela em pó e cravo.

Quer saber, ficou uma delícia!

Confira a receita:

  • 1 limão rosa, também conhecido como limão cravo ou limão caipira
  • 2 colheres (sopa) açúcar aromatizado
  • 6 folhas de laranjeira
  • gelo a vontade

Modo de fazer: Descascar e cortar o limão como ensinamos neste vídeo para não amargar. No copo, colocar as partes do limão com a polpa voltada para cima, acrescentar as folhas de laranjeira e, então, o açúcar. Amassar bem para soltar o caldo do limão e masserar as folhas que soltarão o sabor da laranjeira.

Misturar bem. Colocar o gelo e acrescentar a cachaça. Finalizar decorando a borda com uma lâmina do limão e um galhinho com folhas da laranjeira para dar o toque final e sinalizar o sabor do nosso drink.

Ficou uma delícia!

 

Dica: Use 2 copos para fazer a caipirinha como apresentada na foto. Em um copo você amassa o limão, as folhas e o açúcar num copo e reserva o conteúdo. O outro você decora a borda passando na cachaça e, em seguida, no açúcar aromatizado. Daí, é só passar o limão do primeiro copo para este com a borda decorada, sem deixar o conteúdo encostar para não estragar a decoração. Acrescenta o gelo e a cachaça e pronto. Só saborear!

Lançamento no Rio de Janeiro: Cachaça Bartolomeu

Apreciadores da cachaça não podem perder o lançamento de mais um rótulo que reúne as mais ricas características desta bebida genuinamente brasileira

No próximo dia internacional da Cachaça, 13 de Setembro, os apreciadores da boa cachaça não podem perder um grande lançamento que será realizado em Bota Fogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro (RJ).

Na ocasião, será lançada a Cachaça Bartolomeu e o evento será marcado pela apresentação de 3 drinks que foram criados pelos idealizadores da cachaça, além de sorteios.

Sobre a cachaça Bartolomeu: Produzida em uma Joint-Venture, a cachaça Bartolomeu é uma bebida de corpo leve (40% volume alcoólico), baixa acidez e composta por um blendo descansado em barris de amendoim do Campo, um tipo de madeira que apresenta coloracão clara e ao mesmo tempo permite características sensoriais incríveis. Este cuidado no envelhecimento é que a torna ideal para ser degustada tanto pura como também adicionada aos coquetéis preferidos e, inclusive, para no preparo da tão famosa caipirinha.

A embalagem também recebeu atenção especial e o minimalismo, sem abrir mão do bom gosto e elegância, foi preservado em cada detalhe: poucos traços e apenas usando as cores preta e branca. O produtor da Cachaça Bartolomeu teve todo este cuidado com o objetivo de ressaltar o conceito de que para viver com alegria não precisamos de muito, basta sabermos aproveitar os momentos simples que nos permitem sentir a verdadeira felicidade da vida.

A cachaça Bartolomeu vem com o espírito brasileiro, feliz por natureza como ingrediente”, ressalta o empresário Hugo Tolomei.

Por que o nome Bartolomeu? Um pouco de história e vamos entender a escolha do nome. A cana-de-açúcar, principal ingrediente da cachaça, é nativa das regiões tropicais do Sul da Ásia e chegou ao Brasil no século XV, somente após o português e explorador Bartolomeu Dias descobrir a rota das Índias pelo mar. Tal fato, veio mais tarde dar origem às plantações de cana-de-açúcar no Brasil e depois ao destilamento que deu origem à nossa querida cachaça.

Como a simplicidade foi o fator guia de todo o projeto, então, esta história foi quem inspirou a escolha do nome: um nome simples, brasileiro e homenageando o responsável por trazer para o Brasil a cana-de-açúcar.

Resumidamente, o conceito da cachaça Bartolomeu mantém o mesmo espírito de conquistas do pioneiro desbravador Bartolomeu Dias.

Mais informações podem ser obtidas no site www.cachacabartolomeu.com.br