cachaça artesanal | Caipirinha Prendada

Tag - cachaça artesanal

E para o Ano Novo: Caipirinha com Romã

São inúmeras as superstições para o ano novo, entre elas, a romã é uma das mais conhecidas como símbolo para atrair prosperidade. Então, para esta data de comemoração universal, a nossa dica para inovar na caipirinha é acrescentar à receita tradicional as sementes de romã.

O sabor é bem suave, mas o visual fica incrível.

Ingredientes:

– 1/2 romã grande ou o quanto desejar para ter o sabor e deixar um visual bem atraente

– 60 ml de cachaça envelhecida em tonel de amburana

– 2 colheres (sobremesa) açúcar refinado

– 1 limão tahiti

 

Modo de Preparo: Descasque o limão deixando um pouco da casca, corte as extremidades e depois em 4 partes para tirar o miolo branco. Tudo isso para evitar o amargor no drink. Coloque os gomos do limão com a polpa voltada para cima, acrescente os gomos de romã e o açúcar. Amasse bem para soltar o caldo do limão e o sabor da romã, ao mesmo tempo que o açúcar se mistura com os ingredientes. Coloque o gelo e acrescente a cachaça de amburana.

Lembre de acrecentar umas sementes de romã sobre o gelo e decorar a borda do copo com limão. Está pronta a caipirinha para celebrar a chegada do ano novo.

Boas festas!

 

Caipirinha com Jabuticaba

Visitando a família do meu marido em Cornélio Procópio (PR), em todas as casas que eu passava tinham muitas jabuticabas e todo mundo perguntando se eu já tinha algum post no blog com o tal do ingrediente… Como ainda não tinha feito e as frutas estavam lindas, resolvi experimentar.

Como em todas as receitas que tenho feito até agora, preservei a base da nossa tradicional caipirinha e apenas acrescentei a jabuticaba.

Fazer caipirinha aos finais de semana é inevitável, então, até levei minha cachaça para usar. Desta vez a escolhida foi a Cachaça Prata do Engenho Santo Mário, lugar o qual tenho muito carinho porque conheço a família e desde criança ia para comprar doces, quando visitava os amigos em Catanduva. Agora que cresci consumo não apenas os doces de lá, mas a cachaça para nossas dicas de caipirinhas. Só sei dizer que ficou uma delícia!

 

Ingredientes: 

– 01 limão tahiti

– 02 colheres (sopa) de açúcar

– 02 doses de cachaças (120 ml)

– 10 jabuticabas ou mais, a quantidade que achar necessária para dar bastante sabor ao drink

 

Modo de Fazer: 

Preparar a caipirinha como de costume, veja aqui o nosso vídeo do canal no Youtube onde ensino como preparo a caipirinha para ficar saborosa e sem amargar.

Quando colocar o limão para ser amassado, já colocar também as jabuticabas e o açúcar porque o açúcar ajuda travar as frutas e ficar mais fácil para amassar e soltar o caldo tanto do limão como das jabuticabas.

Para dar um charme na apresentação da Caipirinha com Jabuticaba passei geleia de jabuticaba na borda que minha cunhada Ana tinha acabado de fazer. Além de lindo, deu um toque especial ao sabor da caipirinha e ficou tudo uma delícia.

Pena que em São Paulo a fruta esteja tão cara, mesmo sendo época de jabuticaba, mas no Paraná tinha jabuticaba sobrando nas casas porque muita gente planta e tem de sobra para dar aos vizinhos e amigos. A parte boa do interior, mas assim que a fruta estiver com preço melhor aqui, farei novamente porque ficou uma delícia.

 

 

 

 

 

 

 

Caipirinha com Figo e Gengibre

Ainda da série Caipirinhas inspiradas em Gonçalves (MG), desta vez uma dica da amiga Josy Magnani, que pediu para eu preprar uma caipirinha com Figo e Gengibre.

Usei figo em calda, gengibre in natura e, claro, todos os ingredientes para termos a caipirinha: cachaça, limão, açúcar e gelo.

Ficou uma delícia, extremamente saborosa e gourmet.

Confira a receita:

  • 1 limão rosa, também conhecido como limão cravo ou limão caipira
  • 2 colheres (sopa) açúcar
  • 3 figos em calda
  • Raspas de gengibre
  • Gelo a vontade

Modo de fazer: Descascar e cortar o limão como ensinamos neste vídeo para não amargar. No copo, colocar as partes do limão com a polpa voltada para cima, acrescentar os figos cortados ao meio e, então, o açúcar e as raspas do gengibre. Amassar bem para soltar o caldo do limão com a polpa do figo. Misturar bem para harmonizar o sabor de todos os ingredientes. Colocar o gelo e acrescentar a cachaça. Finalizar decorando a borda com uma lâmina do limão e um pedacinho de figo para, além de deixar o visual elaborado, também sinalizar o sabor do nosso drink.

Fica uma delícia!

 

Dica: Use 2 copos para fazer a caipirinha como apresentada na foto. Em um copo você amassa o limão, as folhas e o açúcar num copo e reserva o conteúdo. O outro você decora a borda passando na cachaça e, em seguida, no açúcar aromatizado. Daí, é só passar o limão do primeiro copo para este com a borda decorada, sem deixar o conteúdo encostar para não estragar a decoração. Acrescenta o gelo e a cachaça e pronto. Só saborear!

Caipirinha com Folhas de Laranjeira

Passando o fim de semana na casa de campo da minha amiga Josy Magnani, não resisti às folhas de laranjeiras e limão rosa do quintal dela e resolvi colocar em prática a dica de um outro amigo, o Renato Maillo, que certa vez comentou comigo sobre caipirinha com folha de laranjeira.

Eu estava tão inspirada com a beleza de Gonçalves (MG) que usei um açúcar aromatizado com noz moscada, canela em pó e cravo.

Quer saber, ficou uma delícia!

Confira a receita:

  • 1 limão rosa, também conhecido como limão cravo ou limão caipira
  • 2 colheres (sopa) açúcar aromatizado
  • 6 folhas de laranjeira
  • gelo a vontade

Modo de fazer: Descascar e cortar o limão como ensinamos neste vídeo para não amargar. No copo, colocar as partes do limão com a polpa voltada para cima, acrescentar as folhas de laranjeira e, então, o açúcar. Amassar bem para soltar o caldo do limão e masserar as folhas que soltarão o sabor da laranjeira.

Misturar bem. Colocar o gelo e acrescentar a cachaça. Finalizar decorando a borda com uma lâmina do limão e um galhinho com folhas da laranjeira para dar o toque final e sinalizar o sabor do nosso drink.

Ficou uma delícia!

 

Dica: Use 2 copos para fazer a caipirinha como apresentada na foto. Em um copo você amassa o limão, as folhas e o açúcar num copo e reserva o conteúdo. O outro você decora a borda passando na cachaça e, em seguida, no açúcar aromatizado. Daí, é só passar o limão do primeiro copo para este com a borda decorada, sem deixar o conteúdo encostar para não estragar a decoração. Acrescenta o gelo e a cachaça e pronto. Só saborear!

Descobrindo Gonçalves (MG): Além das belezas do campo, fomos buscar também novidades em ingredientes para nossas caipirinhas

Está virando hábito viajar e conhecer as riquezas regionais em ingredientes para sugerir inovações nos sabores das caipirinhas: cachaças e frutas da região. E por ser um post que associa uma cidade turística, claro que não temos como deixar de homenagear aqui o blog Longe e Perto da nossa querida amiga Carla.

Mas voltando a viagem para Gonçalves, em Minas Gerais, o fim de semana de 12 a 14 de agosto dediquei para acompanhar minha amiga Josy Magnani que veio de Orlando (EUA) e me convidou para acompanhá-la até Gonçalves (MG). Topei na hora, afinal, os motivos eram diversos para isto: amiga nota 10, bom papo, muitas risadas garantidas e uma casa aconchegante e linda.

Mas só fui porque ela topou uma condição: me ajudar descobrir novas cachaças e experimentar minhas caipirinhas que compartilho aqui no blog e ela aceitou (risos).

Fomos até o Sítio da Dona Manoela, localizado no bairro Três Barras, bem no pé da serra já chegando em Gonçalves (MG). Neste lugar é é fabricada a cachaça mais famosa na região até mesmo porque leva o nome do local: Cachaça Gonçalves. No rótulo vem escrito que a fabricação é 100% artesanal e feita desde 1952.

Na “lojinha” onde são vendidas as cachaças, tem várias opções expostas, inclusive, aguardentes com sabores e licores. Tem até um tonel pequeno com aguardente (cabeça do processo da cachaça) como foi a primeira vez que encontrei este tipo de bebida, claro que experimentei. Não gostei muito não, com 60% de teor de álcool, desce quente demais e parece que explode na boca(risos). Eles identificam como cachaça, mas neste teor de álcool esta possibilidade é totalmente descartada.

Particularmente, não gostei e como o foco do blog são receitas sempre com cachaça, optei pela cachaça natural porque já tenho receitas de bidestilada com outras marcas e a natural do local, achei que prevaleceria bem a essência do lugar no post.

Esta Cachaça Natural sendo cristalina e com sabor mais intense um pouco garantiu a personalidade da bebida, mas sem roubar os sabores dos demais ingredientes.

Daí, conversando com o caseiro da minha amiga, ele comentou da cachaça Amélia que, segundo ele, é a melhor que ele compra ali na região. Se é a melhor, então, temos que testar na caipirinnha e se ficar bom postar no blog. Tanto ficou que tem 2 receitinhas novas e uma feita com a Cachaça Gonçalves e outra com a Cachaça Amélia: Caipirinha com Limão Rosa e Folhas de Laranjeira e Caipirinha com Figo em Calda e Gengibre.

Conheça neste link um pouco mais sobre a cidade Gonçalves (MG) clicando aqui.

Caipirinha com Framboesa

Levando em consideração a paixão que a maioria das pessoas tem por frutas vermelhas, decidi fazer uma série especial de caipirinhas com as frutas vermelhas mais queridinhas. Comecei com o morango que foi nosso post anterior e agora vamos de framboesa.

Aqui em São Paulo não é uma fruta meio cara, mas vale a pena para saborear em casa, curtindo os amigos e a família.

Preservei a base da caipirinha tradicional como tenho feito com quase todas as postagens.

Cachaça Usanda na Receita: Nesta receita usei a cachaça Velho Barreiro Ouro e ficou bem saborosa.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.
Ingredientes:

Ingredientes Framboesa Caipirinha Prendada

  • 1 limão Tahiti
  • 15 unidades de framboesas ou mais, como preferir
  • 1 framboesa para decorar
  • 1 lâmina de limão para decorar
  • 2 doses de cachaça – nesta receita usei a Cachaça Velho Barreiro Ouro
  • 2 colheres (sobremesa) de açúcar – se a fruta estiver bem doc epode colocar menos açúcar
  • Gelo à vontade

Modo de Fazer:

Descasque o limão e corte-o como de costume, acrescente o açúcar e amasse as framboesas para soltar o caldo e misturar bem com o açúcar.

Acrescente o gelo e despeje a cachaça.

Experimente para ver se o sabor está harmonizado.

Decore a borda com 1 framboesa e com a lâmina de limão. Se tiver alguma outra ideia legal para decorar, esta é a hora de inovar. Fique a vontade e compartilhe conosco.

Pronto, a bebida está pronta para saborear com os amigos.

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

 

Benefícios da Framboesa: Confira o que veio escrito no rótulo da embalagem que compramos.

image1

 

Fotos: Kelly Costa – Acervo Caipirinha Prendada – Proibido o uso e/ ou reprodução da imagem sem autorização

 

Caipirinha com Morango

Na série caipirinhas tradicionais, ainda não tinha a caipirinha com morango. Então, resolvi fazer para postar aqui também.

Mas nesta receita, mantive o limão para preservar a base da tradicional caipirinha como tenho feito em todas as receitas até agora. E acrescentei o morango, por isso, caipirinha com morango.

Ficou uma delícia e o toque do limão fez a diferença.

Cachaça Usanda na Receita: Nesta receita usei a cachaça 51 uma cachaça adoçada e cristalina que é uma das melhores para realçar o sabor e a cor das frutas no drink.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.
Ingredientes:

  • 1 limão Tahiti
  • 3 a 4 morangos sem o talinho verde e cortados – para amassar
  • 2 morangos para decorar o drink
  • 2 doses de cachaça – nesta receita usei a Cachaça 51
  • 2 colheres (sobremesa) de açúcar (melhor colocar o açúcar aos poucos porue se o morango estiver bem docinho, daí coloca menos açúcar)
  • Gelo à vontade

 

Modo de Fazer:

Descasque o limão e corte-o como de costume, acrescente o açúcar e amasse 3 ou 4 morangos para soltar o caldo e dissolver o açúcar.

Acrescente o gelo e despeje a cachaça.

Experimente para ver se o sabor está harmonizado. Corte 1 morango em lâminas para jogar por cima do drink e deixe 1 morango inteiro para decorar a borda. Pronto, só saborear com os amigos.

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

Mini-Caipirinhas para o almoço de Dia dos Pais:

Opção para experimentar vários sabores sem exagerar na dose

 Quem nunca se deparou diante de vários sabores de caipirinhas e ficou em dúvida sobre qual tomar? Há ainda aqueles mais ousados que encaram e, ao final, sofrem com o exagero porque, normalmente, a bebida é servida em copo médio para grande.

Miniaturas: Vários sabores de frutas vermelhas

Miniaturas: Vários sabores de frutas vermelhas

 

Me deparei com esta questão quando comecei o blog ao receber os amigos para experimentar as receitas que testo antes de postar. Empolgada, preparava 3 a 4 sabores diferentes no copo tradicional de caipirinha que é bem grandinho. Foi então, que comecei usar os 4 copinhos de cachaça que eu tinho e fez sucesso. Então, inteirei 24 unidades e todos gostam porque além de ficar uma graça, porque decoro igual faço nos copos grandes, permite que experimentem os vários sabores que preparo e sem exagerar.

 

Gostou da ideia? Que tal testar no almoço em comemoração ao Dia dos Pais? Só separar os copinhos e escolher uma das nossas receitas aqui no blog e olha que são váááárias!

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

Aproveito para convidar você a curtir nossas redes sociais. Estamos no You Tube, no Instagram, no Pinterest e também temos uma Fan Page no Facebook.

Caipidrink de Tomate

Desde que vi algumas receitas de caipirinha usando tomate cereja fiquei tentada a experimentar, mesmo não sendo fã nem do suco de tomate. Isto porque a cachaça pode mudar todo um paladar. Pelo menos foi o que percebi quando fiz a caipirinha COM pepino ou caipidrink de pepino, como preferir chamar – achei que seria um drink sem graça e ficou uma delícia.

Diante disto, mesmo não sendo muito fã do suco de tomate, resolvi testar e fazer uma  receita de caipirinha acrescentando o tomate.

Não foi uma receita inesquecível, talvez porque eu não seja muito chegada em tomate, mas quem estava junto e tomou gostou bastante.

Fiz com a cachaça Velho Barreiro OURO com 39% de teor alcoólico. Na garrafa não tem mais detalhes sobre a bebida, por isso, não descreverei aqui. A embalagem é linda, dourada e não resisti. Comprei para saborear com minhas caipirinhas e escolhi para fazer esta receita. Não é apenas uma bebida em embalagem bonita não, o sabor é diferente e na caipirinha ficou bem legal. Gosto de fazer caipirinhas mudando as cachaças porque cada uma tem sua particularidade e faz a diferença conforme as frutas usadas, o paladar de cada um etc.. Estou adorando conhecer a variedade de cachaças e o resultado de cada uma nas minhas receitas.

Mas falando no nosso caipidrink com tomate, seguem os ingredientes e como fiz a receita.

Ingredientes:

  • 2 doses (100 ml) de cachaça gelada
  • 2 colheres (sobremesa) de açúcar
  • 1 limão (descascado deixando um pouco da casca e tirando o miolo)
  • 8 tomates cortados ao meio
  • gelo a gosto

Modo de Preparo: 

Corte os tomates ao meio, acrescente o limão cortado em cubos e sem o miolo. Acrescente o açúcar e amasse bem o tomate e o limão. Coloque tudo numa coqueteleira e crescente a cachaça e agite bem. Então, volte para o copo, coloque o gelo à vontade. Decore como quiser.

Como em todos os meus drinks, deixei um tomate na borda do copo para decorar e identificar o sabor da bebida. Aqui, aproveitei para usar o mexedor que ganhei da Vivian Bruniera.

Pronto, agora só servir e aproveitar para colocar a conversa em dia.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.

Aproveite para conferir as outras receitas aqui no blog, mande fotos das receitas que você fizer e comente nas nossas redes sociais.

Caipidrink de Uva Itália

Sempre que via a uva tinha vontade de experimentar na caipirinha, ou melhor, num caipidrink, já que pela legislação caipirinha é apenas de limão, açúcar, gelo e cachaça. Aliás a cachaça é a única bebida que vai em nossas receitas.

Mas, leis e detalhes a parte, o nosso drink ficou muito bom. O sabor e frescor da bebida foi exatamente como eu tinha imaginado.

Desta vez fiz com a cachaça orgânica Sanhaçu que conhecia pelas redes sociais e adquiri num evento diretamente dos produtores. Esta cachaça, no processo produtivo, é armazenada em toneis de umburana e possui 40% e volume alcoólico. Ah, e como eu queria uma bebida bem fresca, deixei até a cachaça na geladeira por algumas horas e o resultado foi bem legal. Assim como a cerveja, a caipirinha/ caipidrinks ficam ótimos bem gelados e comprovei isto nesta receita.

No mais, não teve nenhum ingrediente. Curtimos e aprovamos o sabor final feito com a cachaça orgânica da Sanhaçu. Produto certificado e premiado em Bruxelas no ano 2015 – Prata Spirits.

Confira a receita e passo a passo como testei e achei que deu super-certo. É uma dica, mas você pode incrementar ao gosto. Daí, lembre de comentar e compartilhar aqui porque sou curiosa e gosto de testar.

Ingredientes:

– 2 doses (100 ml) de cachaça gelada
– 2 colheres (sobremesa) de açúcar
– 1 limão (metade caldo e metade amassada)
– 12 uvas cortadas ao meio e sem semente (neste receita fizemos com uva Itália)
– gelo a gosto

Modo de Preparo:

Cortei as uvas ao meio e retirei apenas as sementes; acrescentei o limão, descascando metade e cortando em cubos o restante, tirando o miolo e a outra metade exprimi para tirar o caldo. Acrescentei o açúcar e amassei bem a uva e o limão. Coloquei tudo numa coqueteleira e acrescentei a cachaça e agitei bem. Então, voltei para o copo, coloquei o gelo à vontade. Decore como quiser.

Sempre gosto de deixar um pedaço da fruta na borda do copo ou quando dá a fruta mesmo para que possa degustar in natura.

Sirva e aproveite para colocar a conversa em dia com os amigos e com a família.

Aproveite para conferir as outras receitas aqui no blog, mande fotos das receitas que você fizer e comente nas nossas redes sociais.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.