limão taiti | Caipirinha Prendada

Tag - limão taiti

Caipirinha com Framboesa

Levando em consideração a paixão que a maioria das pessoas tem por frutas vermelhas, decidi fazer uma série especial de caipirinhas com as frutas vermelhas mais queridinhas. Comecei com o morango que foi nosso post anterior e agora vamos de framboesa.

Aqui em São Paulo não é uma fruta meio cara, mas vale a pena para saborear em casa, curtindo os amigos e a família.

Preservei a base da caipirinha tradicional como tenho feito com quase todas as postagens.

Cachaça Usanda na Receita: Nesta receita usei a cachaça Velho Barreiro Ouro e ficou bem saborosa.

Mas, lembre-se: beba com moderação para não estragar a diversão.
Ingredientes:

Ingredientes Framboesa Caipirinha Prendada

  • 1 limão Tahiti
  • 15 unidades de framboesas ou mais, como preferir
  • 1 framboesa para decorar
  • 1 lâmina de limão para decorar
  • 2 doses de cachaça – nesta receita usei a Cachaça Velho Barreiro Ouro
  • 2 colheres (sobremesa) de açúcar – se a fruta estiver bem doc epode colocar menos açúcar
  • Gelo à vontade

Modo de Fazer:

Descasque o limão e corte-o como de costume, acrescente o açúcar e amasse as framboesas para soltar o caldo e misturar bem com o açúcar.

Acrescente o gelo e despeje a cachaça.

Experimente para ver se o sabor está harmonizado.

Decore a borda com 1 framboesa e com a lâmina de limão. Se tiver alguma outra ideia legal para decorar, esta é a hora de inovar. Fique a vontade e compartilhe conosco.

Pronto, a bebida está pronta para saborear com os amigos.

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

 

Benefícios da Framboesa: Confira o que veio escrito no rótulo da embalagem que compramos.

image1

 

Fotos: Kelly Costa – Acervo Caipirinha Prendada – Proibido o uso e/ ou reprodução da imagem sem autorização

 

Caipirinha com Caju

Há tempos eu estava querendo fazer a caipirinha com caju. Sabor da minha infância, cheiro do  nordeste, quando eu ia visitar meus avós maternos e primos, lá em Alagoas.

Finalmente, chegou no hortifruti perto de casa, fiz e gostei muito. Nunca tinha experimentado o caju na caipirinha, mas a bebida ficou bem saborosa.

Aprovo e recomendo!

Mas, lembre-se: Beba com moderação, não estrague a diversão!

: )

Ingredientes:

  • - 50 ml de cachaça
  • - 2 colheres (sobremesa) de açúcar
  • - 1 limão taiti
  • - 1 caju
  • - gelo a gosto

Modo de Preparo:

Bem fácil, só cortar o caju em cubos. Tirei a tampa com a castanha e separei para decorar o copo. Deixei uma parte boa para encaixar na borda do copo, mas também para quem não conhece ou quem gosta da fruta in natura poder saborear.

Como cortei o cajuAcrescentei o açúcar para amassar bem o caju e soltar o caldo dele, depois coloquei o limão como sempre faço a tradicional caipirinha – descasquei deixando um pouco da casca, depois cortei em gomos tirando o miolo branco e coloquei os gomos com a polpa para cima para, então, socar o limão também para soltar o caldo.

Mexi bem para misturar os sabores, acrescentei o gelo e depois a cachaça. Mexi bem novamente para equilibrar o sabor.

Decorei a borda do copo com a tampinha do caju com a castanha.

Pronto!!! Fácil de fazer e deliciosa para saborear.

Para mim é caipirinha com caju ou caipidrink de caju, mas há quem vá chamar de caipifruta. Só sei que ficou uma delícia!!!

Caipirinha com Physalis

Sempre achei linda a Physalis, mas nunca tinha provado. Só pensava no visual lindo, mas nada de sabores. Agora, focado no projeto de adicionar novos sabores à tradicional caipirinha de cachaça, limão, açúcar e gelo, toda fruta já olho pensando na combinação de sabores.

Então, resolvi comprar para testar e ficou diferente. Na verdade, ficou mais bonita do que saborosa porque a Physalis é exatamente isto: uma fruta que proporciona um visual lindo na decoração de doces e mesmo das bebidas, porém, não tem um sabor marcante.

Mesmo assim, vale a pena. Tudo que é feito num momento de alegria e com amor para receber os amigos e a família, acaba ganhando um sabor diferente.

Nesta caipirinha, como fiz durante a semana no apartamento, a foto não ficou tão bonita, mas matei minha curiosidade do sabor da fruta misturado à caipirinha e, sim, recomendo. Também por ser durante a semana, optei pela cachaça bidestilada do Engenho Santo Mário porque quando comprei lá era por causa de um aviso divulgando que ela não dá dor de cabeça, não deixa com bafo etc. e tal, ideal, principalmente, para degustar durante a semana (risos).

Vale a pena fazer sim, mas já sabendo que não vai surpreender em sabor, mas sim na criatividade, diversidade e visual.

Ingredientes:
– 8 physalis
– 60 ml de cachaça
– 4 colheres (sobremesa) de açúcar refinado
– 1 limão
– água de coco congelada na forma de gelo para substituir o tradicional gelo.

Modo de Preparo:
Amasse a physalis com o açúcar para soltar o caldo e sabor da fruta; depois acrescente o limão e amasse também.

Coloque no copo os cubos de água de coco congelados; depois a cachaça e mexa bem.

Finalize decorando o topo da bebida com uma fruta até com a folhinha porque é ela que dá o charme.

Ah, por dentro, a physalis lembra o tomatinho cereja, porém, sua cor é amarela.

O gelo feito com água de coco foi só para tomar algo diferente, ver como ficaria. Gostei bastante e vou experimentar com outras frutas, vou bolar umas caipirinhas detox para não atrapalhar tanto as dietas de quem quer reduzir ou manter as medidas.

Lembre-se: Beba com moderação para não atrapalhar a diversão.

 

Curiosidades sobre a Physalis – Fonte: Portal Jardim de Flores

* No Brasil, a variedade nativa é a Physalis angulata
* No Japão, existe variedade de cor vermelha chamada hosuki. Lá, anualmente, acontece a Festa do Hosuki
* As variedades capsicifolia, esquirolii, lanceifolia, linkiana e ramosissima encontram-se espalhadas pela América, Europa e Ásia
* Apesar de ser bastante rústica e exigir poucos cuidados, é imprescindível o controle de insetos a partir da floração
* Utilizando-se o tutoramento, como nos plantios de tomate ou pimentão, é possível obter uma produção maior em menos tempo
* A physalis também é utilizada como tira-gosto em degustações de vinho
* Na Austrália, a physalis rende uma conserva fina exportada para vários países
* Em Paris é servida em restaurantes elegantes, coberta com chocolate
* Estudos científicos recentes estão revelando que a planta apresenta forte atividade como estimulante imunológico e efeito antiviral contra os vírus da gripe e herpes. Contém alto teor de vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de flavonóides, alcalóides, fitoesteróides, alguns recém descobertos pela ciência
* A physalis é rica em carotenóides. Os carotenóides estão na lista dos compostos bioativos considerados funcionais, ou seja, aqueles capazes de prevenir doenças. São corantes naturais capazes de afastar males como cegueira noturna, catarata e até câncer
* A fruta também pode ser encontrada no comércio em forma liofilizada em cápsulas

Caipirinha com Jamelão ou Jambolão?

Sei não, mas ficou muito bom!!!  Desde que resolvi me envolver neste desafio de manter um blog atualizado e com novidades, o meu olhar para as frutas mudou (risos).

Todas que vejo, mostro para o meu marido e ela diz: uhmmm, deve ficar bom no suco, mas o pensamento é um só: Será que fica bom com caipirinha?

Passeando em Conchal, pequena cidade aqui do interior de São Paulo, resolvi fazer uma caminhada no lago que tem por lá. Eis que no percurso no local tem várias árvores de Jambolão. Ah, não deu outra. Logo peguei um tanto tomando cuidado para não manchar a roupa e levei para testar com a caipirinha.

E não é que deu super-certo. Abaixo os ingredientes e modo de fazer. Confira!

 

Caipirinha com Jambolão

Ingredientes:

  •  2 limões taiti  cortados e 4 partes
  • 1 ½ dose de cachaça – Usei a Bidestilada Santo Mário
  • 2 colheres (sopa) de açúcar refinado
  •  25 a 30 unidades de jambolão para ficar com uma cor bem bonita e soltar o sabor da fruta
  • 10 pedras de gelo

Modo de Preparo:

Comece amassando o jambolão com o açúcar para ficar mais fácil de esmagar os frutos e soltar o sabor. Cuidado para não deixar espirrar na roupa porque mancha e muito. Ideal usar um avental.

Então, descasque os limões deixando um pouco da casca, corte em 4 partes, mas tire o miolinho branco. Amasse bem para soltar o suco. Misture bem.

Acrescente a cachaça, nesta receita fizemos com a bidestilada porque acho mais leve e quando tem muitas mulheres provando, todas adoram! Daí, como queria surpreender com a receita, não pensei 2 vezes: vamos de bidestilada e a que eu tinha na ocasião era a do Engenho Santo Mário que minha irmã trouxe de Catanduva para mim.

Acrescente o gelo e mexa novamente. Além de linda, a caipirinha com jambolão ficou uma delícia!

Todos adoraram! Homens e Mulheres, foi unanimidade. A única dúvida que ficamos foi em relação ao nome da fruta: Jambolão ou Jamelão (risos).

Observação: Em Alagoas conheci como Jamelão, mas meu marido teimou comigo que era Jambolão. Para não discordar e ele continuar me ajudando nos experimentos das caipirinhas que preparo, concordei (risos).

Até nosso próximo post e, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão!

 

Caipirinha com Pitaya e Manjericão

O sabor e a cor da pitaya vão surpreender o toque tropical dado a tradicional caipirinha. O melhor de tudo: a fruta tem baixíssima caloria e é termogênica, sendo considerada não apenas exótica, mas detox.

Ingredientes:

  • - 65 ml de cachaça Bidestilada
  • - ½ pitaya madura
  • - 1 limão (suco)
  • - 1 colher (sobremesa) de açúcar refinado União
  • - 5 folhas pequenas de manjericão

Observações:

  • Dependendo do paladar, nem precisa colocar açúcar porque a Pitaya é bem docinha. Além do mais, o açúcar pode ser substituído por adoçante.
  • Nesta receita usamos a cachaça bidestilada do Engenho Santo Mário (Catanduva – SP)

 

Modo de Preparo:

Coloque a polpa da pitaya no copo ou jarra onde a caipirinha será preparada. Acrescente o açúcar e o manjericão, amasse bem para misturar o açúcar, desmanchar a fruta e soltar o sabor do manjericão. Acrescente o suco do limão, a cachaça e mexa bem. Acrescente o gelo e mexa mais um pouco. A bebida está pronta para ser servida.

 

Sobre a Pitaya (50 calorias a cada 100g)

Com casca irregular e gomos escamosos, a pitaya também é conhecida como fruta do dragão. Tem sabor levemente adocicado. Com ação termogênica, possui apenas 50 calorias em cada 100g, sendo uma ótima fruta para as dietas de emagrecimento. É fonte de tiramina, um aminoácido que ativa o hormônio glucagon, capaz de estimular o organismo a utilizar os estoques de glicose e de gordura e transformá-los em energia. Contém ainda vitamina C, cálcio, ferro, fósforo e potássio.

 

Mas, lembre-se: Beba com moderação para não estragar a diversão.

Caipirinha Mix – 2 Limões e Mexerica

Ingredientes:

– 01 limão rosa

– 01 limão taiti

– 01 mexerica

– 02 colheres (sobremesa) de açúcar

– 100 ml cachaça bidestilada

– gelo

 

Modo de Preparo:

– Descasque os limões, mas deixando um pouco da casca para dar um toque diferenciado no sabor;

– Corte-os tirando o miolo;

– Já a mexerica, tire toda a casca e separe 2 gomos para decorar o copo;

– Coloque tudo no copo e amasse com cuidado, sem esmagar tudo totalmente;

– Acrescente o açúcar e amasse mais um pouco;

– Coloque a cachaça e misture bem;

– Acrescente o gelo e mexa mais um pouco para harmonizar a temperatura e o sabor;

– Decore o copo com os gomos da mexerica e sirva.

Caipirinha de Yakult

Ingredientes:

1 Yakult

2 Limão Taiti (suco)

2 Colheres (de sobremesa) de açúcar refinado

Gelo

100 ml Cachaça ou Vodka

 

Modo de preparo:

Esprema os 2 limões no copo onde a caipirinha será preparada

Coloque o Yakult;

Adicione a cachaça ou vodka;

Acrescente o açúcar e mexa bem;

Para finalizar, acrescente o gelo e sirva.

 

Dica: Se quiser um sabor mais suave, acrescente mais um Yakult

Caipirinha Tradicional de Limão

Aqui a receita tradicional da caipirinha considera a original e que é até aprovada por uma legislação que determina: a caipirinha é nossa, é brasileira é tudo de bom.

Confira também o vídeo no nosso canal do youtube mostrando como fazemos a receita que nossos convidados adoram. Confere clicando aqui!

Ingredientes:

1 Limão Taiti

2 Colheres (sobremesa) de açúcar refinado

Gelo a gosto

50 ml de Cachaça

 

Modo de preparo:

Descasque o limão deixando apenas alguns filetes sem tirar;

Corte as pontas do limão;

Corte o limão ao meio e faça um corte em V para retirar a parte central, evitando também que a caipirinha fique com sabor amargo;

Corte o limão em pedaços menores e coloque no copo ou jarra;

Acrescente o açúcar e misture bem;

Amasse suavemente a mistura com um pilão para soltar o caldo e misturar com o açúcar;

Então, acrescente o gelo e complete com a cachaça;

 

Dica: Sirva em potes de vidros médios ou canecas grandes. Vá mexendo sempre para equilibrar o sabor dos ingredientes.