Tipos de Cachaças | Caipirinha Prendada

Tipos de Cachaças

 

Cachaça tem que ser produzida aqui no Brasil e ser destilado de cana-de-açúcar. Tem que ter graduação 38º a 48º e tem que ser produzida aqui no Brasil, não pode ser em outro lugar. E cachaça é só destilado da cana-de-açúcar, a bebida que é destilado de caju não é cachaça é uma aguardente de caju.” – Leandro Batista do Restaurante e Cachaçaria Mocotó – Fonte: www.mapadacachaca.com.br

Vários são os fatores que determinam os tipos das cachaças: desde o aroma, madeiras de envelhecimento, armazenamento etc. Lembrando, claro, que o fator decisivo sempre será o gosto que é bem particular e, por isso, vale se informar, mas ao final experimentar e tirar as próprias conclusões. Abaixo um mapa de aromas da cachaça e na sequência, mais detalhes que determinam as principais diferenças entre as cachaças.

IMG_0964

  • Cachaça Branca: Pode ou não passar por madeira, no entanto, é fundamental que a madeira não solte coloração (Jequitibá, Freijó, Amendoim). Quando não passa por madeira, após a destilação, ela é descansada em aço inox e, em seguida, padronizada e engarrafada, podendo o produtor adicionar ao rótulo as expressões Clássica, Tradicional ou Prata.  Apresenta aroma e paladar mais próximos da cana.
  • Amarelas: São as cachaças que foram armazenadas ou envelhecidas em madeira, apresentando alteração perceptível na coloração. Nesse caso, o produtor pode adicionar ao rótulo a expressão Ouro.
  • Armazenada: O armazenamento da cachaça é denominado também de “amaciamento” e o período é inderterminado, podendo ser de 2 meses, 5 meses, 1 ano, 3 anos ou mais. Sempre em tóneis de madeira e não há padrão de tamanho. Vale destacar aqui que este processo de armazenamento/ amaciamento da bebida influencia no aroma e paladar, varia conforme a madeira.
  • Envelhecida: No mínimo 50 % da cachaça fica armazenada pelo menos 1 ano em tonéis de no máximo 700 litros. Por ser um tonel menor e por ficar retido por mais tempo, as cachaças envelhecidas acabam apresentando alterações mais evidentes na cor, aroma e paladar. As cachaças chamadas Premium são 100% envelhecidas de um a três anos. E a Extra-Premium é 100% envelhecida no tempo mínimo de três anos.
  • Tipos de Madeiras: O legal na cachaça é a diversidade de tipos de madeira para envelhecimento e armazenamento. Ao contrário do whiskey, tequila e  rum que são todos armazenados apenas em carvalho, a cachaça é o único destilado (que conhecemos) que pode ser armazenado em tonéis de diferentes madeiras.
    • Carvalho
    • Amburana
    • Amendoim
    • Jequitibá
    • Jequitibá Rosa
    • Ipê
    • Ipê Amarelo
    • Bálsamo
    • Pau Brasil
    • Jacarandá
    • Angelim-araroba
    • Cerejeira
    • Garapa
    • Pereira (Acarirana)
    • Peroba
    • Vinhático
    • muitas outras…
  • Ainda sobre a cor e armazenamento: Vale destacar que cada estado tem suas particularidades em madeiras típicas, o que resulta numa diferenciação na cor e no gosto da bebida. Inclusive, alguns estudiosos estão analisando os beneficios dessas variedades de madeira para a saúde.
  • Blends X Sabores: Além de poderem ser armazenadas ou envelhecidas nas diferentes madeiras citadas anteriormente, alguns tipos de cachaça são feitos com blends dessas madeiras, ou seja, com a mistura de diferentes cachaças envelhecidas ou armazenadas em madeiras distintas. Existe até um profissional responsável pela harmonia desta mistura: o Master Blender.

Fonte:  www.mapadacachaca.com.br  – Quem quiser saber mais sobre cachaça, vale acessar o site e viajar pelo mundo de informações sobre esta bebida que impulsionou a riqueza do Brasil no decorrer da história e hoje busca ganhar relevância internacional.